El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

RIEJS
Igualdade e Liberdade: Fundamentos da Justiça Social
Resumen
Igualdade e liberdade são princípios fundamentais da justiça. São valores ou componentes normativos que constitui a ideia de justiça. Em relação ao conceito de justiça social temos que distinguir seus fundamentos (igualdade, liberdade), suas dimensiones (distribuição, reconhecimento, representação) e os distintos tipos (solidariedade, direitos básicos, méritos ou incentivos). A realidade social, e os limites das tradições dominantes na fundamentação da justiça fazem imperiosas as necessidades de aprofundar e renovar os fundamentos (igualdade e liberdade) da justiça social, reavaliar suas dimensiones (distribuição, reconhecimento e representação ou participação) e reequilibrar seus distintos tipos (solidariedade, mérito, direitos básicos ou igualdade jurídica). O enfoque aqui esboçado é o de fortalecer a igualdade e a liberdade, as capacidades reais das maiorias sociais para definir um modelo social progressista e uma sociedade mais justa, especialmente no âmbito educativo. Enquadram-se num reformismo ‘forte’ no processo de gestão e saída da crise socioeconômica cheio de incertezas, com efeitos particulares em países europeus periféricos, como Espanha, que aposta por uma saída mais equitativa e progressista.
Descriptores
Desigualdade, Solidariedade, Direitos Humanos, Méritos, Capacidades, Reformismo, Redistribuição, Interpretação social.
Texto completo
Texto completo em espanhol HTML
Bajar HTML
Texto completo em espanhol PDF
Bajar PDF
Referencia
Antón, A. (2013). Igualdad y Libertad: Fundamentos de la Justicia Social. Revista Internacional de Educación para la Justicia Social (RIEJS), 2(1), 173-194.

 

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player