El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

RIEJS
La perspectiva crítica en la educación: su vigencia en el contexto neoliberal

A perspectiva crítica na educação: sua vigência no atual contexto neoliberal
Resumen
O presente texto consiste em um estudo de revisão e reflexão sobre a vigência da perspectiva crítica na educação. Tendo em vista o contexto do sistema neoliberal imposto por meio da visão globalizante do ocidente, este trabalho tem os objetivos de: a) definir o conceito de pedagogia com a intenção de que se entenda o porquê se mantém tal vigência, em momentos que a UNESCO (2000) confere à educação a tarefa de aumentar o número de países democráticos, assim como de formar para a vida e criar pensamento crítico como meio para lidar com um capitalismo voraz que impõe um mercado sem fronteiras; b) apresentar o estado da questão da teoria crítica, com a ideia de compreender sua vigência no contexto da cultura global imposta pelo neoliberalismo, c) enunciar os princípios da perspectiva crítica necessários em qualquer ação educativa cotidiana do presente, d) Atender a proposta central desta perspectiva, em que o dever da educação é incidir nas mudanças sociais que favoreçam a maioria. O exposto implica entender o termo pedagogia como sinônimo de filosofia prática, enquadrando a educação em um enfoque sociológico. O mesmo adquire dimensões particulares na teoria crítica o que, em consequência, origina a perspectiva crítica da pedagogia. Portanto, o contexto educativo da prática acadêmica transforma-se em um cenário gerador de inovações exemplares para futuras ações sociais.
Descriptores
Neoliberalismo, Educação, Pedagogia, Perspectiva crítica.
Texto completo
Texto completo em espanhol HTML
Texto completo em espanhol PDF
Bajar PDF
Referencia
Cánovas, C.E. (2014). La perspectiva crítica en la educación: su vigencia en el contexto neoliberal. Revista Internacional de Educación para la Justicia Social (RIEJS), 3(1), 175-190.

 

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player